NOS BASTIDORES: O COMBUSTÍVEL DIÁRIO

pelo viajante , em

 

Nunca fotografados, alguns estabelecimentos comerciais do velho continente nos forneciam a preços bem acessíveis, o combustível diário necessário para cada caminhada! Sucos, pães, chocolates e garrafas d’água, eram as coisas mais comuns que comprávamos nesses lugares. Tênis, câmera digital, cadeados e roupas foram outros itens que adquirimos dentro de uma grande gama de produtos vendidos nessas lojas.

Franquias como FRANPRIX e MONOPRIX em Paris; COOP e MIGROS em Berna e Zurique; e El Corte Inglês em Madrid e Barcelona podem ser facilmente identificadas por quem estiver visitando essas cidades!

Seguindo a Série Curiosidades, vou falar um pouquinho sobre esses estabelecimentos que são mais do que apenas supermercados e tiveram um papel importante nos bastidores das duas expedições pela Europa até agora:

MIGROS & COOP:

Monopólio na Suíça. Em Berna e Zurique só se vê esses dois mercados. Em 2010, em Zurique, em meio a cardápios escritos em Alemão, encontramos uma franquia do MIGROS take away (comida pra viagem) na rua do albergue e pegamos um franguinho com batatas que salvou o dia. As lojas COOP e MIGROS de Berna foram onde compramos mais chocolates pra comer por lá e também para trazer pro Brasil.

MIGROS na rua do HI HOSTEL ZURIQUE

Foi no MIGROS também que compramos os ingredientes com o Michael para o tradicional Raclete que comemos no antigo apartamento dele.

MIGROS em Berna
Raclete no antigo ap do Michael em 2010

Raclete no antigo ap do Michael em 2010

Em 2011, fomos de Berna pra Lucerna de trem na hora do almoço. A comida durante a viagem foi garantida pelo COOP que tem dentro da estação SBB BERNE BANHOF.

FRANPRIX & MONOPRIX:

Nas ruas de Paris os dois mercados que dominam são o Franprix e o Monoprix. Próximos ao albergue AIJ, onde ficamos nas duas viagens, existia pelo menos dois FRANPRIX e um grande MONOPRIX. Era nesses mercados que comprávamos aquelas águas “salgadas” como a Evian e as caixas e mais caixas do suco Tropicana.

MONOPRIX, Ledru Rollin, Paris
MiniFranprix na rua do albergue AIJ, Paris.

Quando perdemos o voo de Paris pra Lisboa e prolongamos em mais dois dias nossa estadia na cidade da luz, compramos lasanhas no Franprix para compensar os gastos extras que surgiram com a remarcação da passagem. Almoçando a lasanha do Franprix com mais 1 litro de Tropicana ficava em torno de 2 euros pra cada um. Bem barato!

El Corte Inglés:

Cheguei a Madrid sem câmera digital. Saímos do Brasil só com a câmera do Gustavo e como Madrid era a primeira cidade da uefaeurotrip 2, deixei pra comprar por lá. Comprei uma “simplesinha” no El Corte da Puerta Del Sol, no coração da capital espanhola. A loja tem vários andares e uma variedade enorme de produtos. Um andar era um supermercado regular, o outro era só de instrumentos musicais, outro com computadores e artigos de informática, outra com artigos esportivos, outro de roupas masculinas, roupas femininas, calçados e etc. A impressão que tive foi que estava na MACY’s de NYC com a diferença que não lembro de um supermercado regular em um dos andares da grande loja de departamentos americana (pode ser que exista, não vi).

Quem foi pra essas cidades com certeza viu e comprou algo nessas lojas. Quem ainda vai, com certeza vai acabar passando em cada uma delas!

Até a próxima,

Renato Vieira

Veja também:


  voltar à página inicial