Luxemburgo, bela e compacta!

pelo viajante , em

 

Descobrimos que Luxemburgo é uma cidade bem compacta… pelo menos na parte antiga da cidade onde se concentra a grande maioria das atrações turísticas.

Durante a preparação do roteiro lemos em diversos outros blogs que Luxemburgo era pequena e que dava pra ser explorada em um dia inteiro. Como sabíamos que chegaríamos cansados da viagem de 17h desde a porta da minha casa no subúrbio do Rio até a porta do albergue em Luxemburgo, reservamos uma manhã e tarde inteiras a mais do que o recomendado por pessoas que já passaram por lá. Deu certinho.

Luxemburgo, 19 de Junho de 2012

Começamos pela Pont Adolphe, uma das duas grandes pontes que ligam o centro da parte antiga da cidade a Gare de Luxembourg, que é a principal estação de trem não só da cidade como de todo o pais.

Da Pont Adolphe se tem uma vista privilegiada do verdejante Valée de la Petrusse (Vale do Petrusse). Verdejante pelo menos nessa época do ano … fim de primavera, faltando um dia pro verão. Alias, verão é um negocio que eu ainda estou pra ver na Europa… Tirando Itália e Espanha, vestir um casaquinho dificilmente seria considerado um exagero e em Luxemburgo não foi diferente… A temperatura ficou em torno de 19 graus o que considero frio com o padrão de primavera-verão que temos no Rio de Janeiro…rs

Tiramos umas fotos também com a torre do Musée de la Banque e partimos para a Boulevard F. D. Roosevelt.

Nessa avenida fica outro marco da cidade, o Monument du Souvenir Gelle Fra, que é uma estatua dourada de uma mulher no alto de um grande poste na Place de la Constituition, em homenagem aos luxemburgueses voluntários às forças aliadas na primeira guerra mundial.

Gelle Fra

 

 

Mais a frente vimos a Cathedrale de Notre Dame de Luxembourg. Notre Dame é o termo francês que para nós significa Nossa Senhora… então, toda cidade de linguá francesa que tiver uma igreja nossa senhora vai se chamar Notre Dame… Isso vai nos ajudar a evitar pensar na famosa notre dame de paris, aquela da peça teatral, filme e desenho 🙂

Notre Dame de Luxemburgo

A fome batia e entramos pela Rue Philipe II em direção a Place D’Armes onde existe uma grande concentração de cafés, brasseries, patisseries, restaurantes, lojas de roupas e souveniers.

Rue Philippe II e suas bandeirinhas

Doces e salgados no centro de Luxemburgo

Como toda aquela chiqueza não mataria nossa fome, comemos mesmo foi uma bela pizza Super Supreme no Pizza Hut da mesma Place D’Armes 🙂

Baterias recarregadas, andamos bastante pelo centrinho antigo, passando pelo Palais Grand Ducal e pela Chambre des Deputades. Luxemburgo é a única nação no mundo a ter essa forma de governo.

Palais Grand Ducal

A partir dai nos deixamos levar pelas ruazinhas e vielas de Luxemburgo… Fomos andando sem olhar nosso roteiro …

 

 

 

Nos deparamos com o Chemin de la Corniche de onde tiramos varias fotos maneiras do Grund que é uma região de vale.

 

 

Seguimos anestesiados com a beleza da cidade … Tiramos mais fotos da Ville Basse (cidade baixa) e das Casamatas do Bock, que são  um conjunto de túneis e fortificações medievais.

Casamatas do Bock

 

Para confirmar nossa ideia de que Luxemburgo era bem compacta, acabamos saindo já bem próximos ao YHA Luxembourg, nosso albergue, e terminamos o primeiro dia de exploração de Luxemburgo com um saldo mais positivo do que havíamos planejado, nos deixando um pouco mais de folga no roteiro do dia seguinte.

Assim se foi o dia 19 de Junho, primeiro dia de atividades nessa terceira edição de eurotrip.

Até o próximo post!

Abcs

Renato Vieira

Veja também:


  Categorias Luxemburgo

  Palavras-chave

Veja também...

  voltar à página inicial