Zaanse Schans – Vilarejo próximo a Amsterdam

pelo viajante , em

 

Amsterdam, Zaanse Schans, 26 de Junho de 2012,

Esse é um post especial de algo que fizemos no dia 26 que não estava nos planos. Depois conto o que fizemos no resto desse dia.

Como soubemos sobre o lugar,

Voltando para o albergue ontem começamos a conversar com um casal de sul coreanos que estavam no nosso quarto. Falávamos dentre outras coisas do que havíamos feito e visto durante todo o dia.

Para nossa surpresa, eles haviam dedicado toda a manhã daquele dia num vilarejo típico, próximo a Amsterdam, onde haviam alguns dos famosos e centenários moinhos holandeses. O vilarejo chama-se Zaanse Schans no município de Zaanstad a 22km do centro de Amsterdam.

Na Amsterdam Centraal, pegamos um Sprinter com destino a Uitgeest e descemos em Koog Zaandijk 15 minutinhos depois. O Sprinter é um Lighttrain (trem leve) da Nederlandse Spoorwegen, NS, que é a companhia ferroviária holandesa. Fizemos um videozinho curto no interior do moderno trenzinho.

Amsterdam Centraal anunciando o trem para Uitgeest

Chegamos

Chegada

Na saída da estação havia um cara distribuindo mapas e promovendo o ônibus turismo dele. Custava 4 euros e ele levava de volta até a estação depois do passeio. Eu particularmente já não sou fã de ônibus turismo, prefiro andar ou usar o transporte público. Nesse vilarejo então achei desnecessário pois era bem pequeno. O cara não estava convencendo nínguem que descia dos trens e ficou lá até a hora que voltamos.

Ponte Retrátil

Almoçamos a la Holanda. Um sanduíche e depois seguimos para dentro do vilarejo. Entre a estação de trem e a área onde se encontram os moinhos precisamos atravessar uma ponte. Aí veio a surpresa: A ponte era retrátil. Ela levantava para permitir a passagem de embarcações por baixo dela. Além da foto abaixo fizemos um vídeo.

Ponte retrátil

Moinhos,

Além das funções mais comuns dos moinhos como, moer grãos, quebrar pedras etc, na Holanda eles tiveram um papel fundamental na sobrevivência desse país que tem parte de seu território abaixo do nível do mar. A maioria deles eram usados para secar a terra e ganhar terreno arável onde fosse possível plantar.

Os moinhos de Zaanse Schans são tão queridos que têm até nomes. Da ponte mesmo começamos a fazer fotos deles.

Moinhos de Zaanse Schans

Moinhos de Zaanse Schans

Moinhos de Zaanse Schans

Moinhos de Zaanse Schans

Vilarejo

Descemos então para o vilarejo que mais parecia um cenário de filme antigo. O que me faz acreditar que era original foi ver a enxurada de crianças e adolescentes indo ou voltando de suas escolas em suas bicicletas. A cada cinco minutos, sem brincadeira, passava grupos de sete a dez crianças pedalando com suas mochilas nas costas.

dentro do vilarejo

dentro do vilarejo

dentro do vilarejo

dentro do vilarejo

Artigos típicos

Dentro do vilarejo tem uma vendinha que comercializa artigos típicos da Holanda como o queijo Gouda e Edam; sorvetes; o delicioso e viciante stroopwafels e etc.

dentro do vilarejo

venda de artigos típicos

venda de artigos típicos

Aline sentindo o aroma do Gouda

muito queijo

stroopwafel, crocante e macio por dentro….recheado com doce de leite

Sorte,

Graças a Deus o sol abriu nesse dia e pudemos aproveitar bastante a tarde em Zaanse Schans e tirar boas fotos com o céu azul, diferente do cinzão dos dias anteriores. Outra coisa que foi legal foi a dica que os coreanos nos deram. Essa é uma das coisas boas de albergue: a troca de idéias.

Moinhos de Zaanse Schans

Moinhos de Zaanse Schans

Moinhos de Zaanse Schans

Moinhos de Zaans Schans

Moinhos de Zaanse Schans

Volta para Amsterdam

Pelas cinco da tarde começamos nossa volta a Amsterdam. Recomendamos a quem estiver na capital Holandesa gastar 4 horinhas da sua estadia em Zaanse Schans… é bem pertinho, trem barato e vale muito a pena. Especialmente se o tempo estiver aberto como esteve pra nós. Zaanse Schans foi ótimo substituto já que não conseguimos ir a Kinderdijk conforme planejamos originalmente.

Voltando com a holandesa de cabelo verde

Em Amsterdam ainda fizemos o roteiro todo que estava programado para o dia 26. Isso vou contar no próximo post.

Até mais,

Renato Vieira

Veja também:


  voltar à página inicial