Contos de viagem, dicas, vitórias e derrotas

 
 

Livrinhos para Amanda na Shakespeare and Company

pelo mochileiro , em

 

Paris, 26 de Novembro de 2017

A cerca de 150 metros do Le Garnier de Notre Dame, no número 37 da mesma Rue de la Bûcherie, está um lugar especial para onde nos dirigimos ao término do almoço. Trata-se da livraria Shakespeare and Company ou Shakespeare & Co, fundada em 1951, famosa por ser um porto seguro literário e cultural da comunidade anglófona (falantes da língua inglesa) no quartier latin em Paris.

Bea e eu – Shakespeare & Co

Entrar na apertada Shakespeare & Co é como se transportar no tempo e também no espaço. Lá dentro o bonjour até funciona mas ele é respondido bem carregado no sotaque inglês. O burburinho em francês que se escuta nas ruas, no metrô, restaurantes e outras livrarias de Paris dá espaço a um burburinho exclusivamente em inglês.

A história conta que o americano George Whitman, fundador dessa livraria, abrigou, ao longo dos anos, mais de 30.000 jovens escritores e intelectuais que, muitas vezes, sem ter onde passar a noite, dormiam entre as prateleiras e livros da Shakespeare and Company. Em troca, George pedia a essas pessoas que lessem pelo menos um livro, prestassem algumas horas de serviço na loja e o mais importante: escrevessem uma página autobiográfica que hoje fazem parte de uma grande coleção.

Shakespeare & Co

Shakespeare & Co

Shakespeare & Co

Eu já tinha visitado a Shakespeare & Co quando estive em Paris em 2012. Dessa vez, eu não tinha intenção de comprar livros em inglês pois ainda tenho uma pilha em casa que ainda não li devido a correria da vida. O foco então dessa visita era mostrar a Shakespeare and Company para a Bea e, junto com elas, procurar livrinhos legais para Amanda que gosta muito de historinhas.

Ziguezagueando pelos estreitos corredores da Shakespeare and Company, Bea, Amanda e eu, encontramos um cubículo, que eu não havia notado em 2012, onde ficam concentrados todos os livrinhos voltados para crianças! Amandinha ficou igual pinto no lixo! Sentou, folheou vários exemplares com a mãe e ainda brincou de “escrever” num pequeno quadro negro a giz.

Amandinha na Shakespeare and Company

Amandinha e Bea na Shakespeare and Company

Amandinha na Shakespeare and Company

No final, selecionamos alguns livros: Começamos com The Story Orchestra: Four Seasons in One Day de Jessica-Courtney-Tickle – o livro conta as aventuras de uma menina e seu cachorro viajando pelas quatro estações do ano (primavera, verão, outono e inverno) em apenas um dia! Trata-se de um livro musical. A cada estação contada na história, existe um botãozinho que, ao ser apertado, um trecho da obra de Vivaldi correspondente aquela estação é tocada.

Compramos também The Story of Diva and Flea de Mo Willems ilustrado por Tony DiTerlizzi. A história conta as aventuras vividas por um malandro gato de rua e uma cachorrinha doméstica que nunca tinha saído de casa, pelas ruas Paris!

Amandinha e Bea no cubículo infantil – Shakespeare and Company

Shakespeare and Company

Amandinha brincando de escrever no quadro negro Shakespeare and Company

Outro livro que levamos foi The Story of Babar: The Little Elephant de Jean de Brunhoff. Esse livro conta a história de um pequeno elefante que foge para a cidade após sua mãe ser morta por um caçador. A história de Babar foi criada em 1931 e é bastante popular na literatura infantil francesa.

Para fechar levamos The Nutcracker, a dancing premier de Jennifer Adams e ilustrado por Alison Oliver. É a história do quebra-nozes bem resumida e colorida. Fomos com Amanda uma vez no Rio assistir o quebra-nozes e desde então ela adorou a história e o personagem. Nessa viagem ainda queríamos achar um mini quebra-nozes pra dar pra ela também…. mas isso é papo para outro post.

Shakespeare and Company – Os livros que compramos para Amanda

Saímos da Shakespeare and Company mas ainda tínhamos coisas a explorar na île-de-Saint-Louis. No próximo post conto mais!

Abcs

Renato Vieira