Le Grenier de Notre Dame – O primeiro restaurante vegetariano de Paris

pelo viajante , em

 

Paris, 26 de Novembro de 2017

Quando descemos das Torres de Notre Dame, a fome já estava batendo e a hora bem avançada! Tínhamos que parar para almoçar e repor as energias antes de continuar nosso passeio.

Em busca de um restaurante, começamos a andar em direção ao quartier latin quando avistei algo que sem dúvidas agradaria muito a Bea (e a mim nem tanto hehe)! Por alguns segundos fiquei na dúvida se seguíamos em frente ou se contava pra ela o que vi. Era um restaurante bem bonitinho por fora e com uma placa iluminada que dizia: RESTAURANT VÉGÉTARIEN BIOLOGIQUE.

Restaurante vegetariano Le Grenier de Notre Dame em Paris

Restaurante vegetariano Le Grenier de Notre Dame em Paris

Desde meados de 2017, Bea decidiu não comer mais carne de origem animal. Eu perdia ali uma boa companheira de garfo! rsrs Em casa normalmente gerenciamos essa diferença filosófica em relação a comida com facilidade. Já viajando, isso se tornou um pouco mais complicado.

Em Paris, pelo menos por onde passamos, as opções vegetarianas eram bastante limitadas. Normalmente a pobrezinha acabava sempre almoçando soup de l’oignon (sopa de cebola) que, diga-se de passagem, é até muito tradicional na cidade luz. Já Amandinha e eu desfrutávamos de uma gama bem maior de opções uma vez que não tínhamos essa restrição com relação a carne.

Cardápio – Entradas – Le Grenier de Notre Dame em Paris

Cardápio – Pratos – Le Grenier de Notre Dame em Paris

Solidário e preocupado da Bea sofrer uma overdose de sopa de cebola (rs), resolvi mostrar pra ela o que eu tinha visto, mesmo aquilo não sendo muito apetitoso pra mim! Era o restaurante vegetariano Le Grenier de Notre Dame, situado no número 18 da Rue de la Bûcherie, no 5º arrondissement. Como era de se imaginar, Bea ficou toda animada e concordamos em almoçar lá! Ao entrar, encontramos um restaurante pequeno, decorado com plantas, com atendimento bem simpático e pessoal!

Le Grenier de Notre-Dame

Le chèvre chaud a la cretoise – nossa entrada

O Le Grenier de Notre Dame, foi criado em 1978 e se gaba de ter sido o primeiro restaurante vegetariano de Paris. A maioria dos legumes e verduras que compõe as receitas do restaurante são orgânicos, oriundos de agricultura familiar de produtores baseados no norte da França. Aliás, de acordo com o Le Grenier, esses produtores/fornecedores são as mesmas famílias desde os primórdios. Até mesmo os vinhos oferecidos na casa são orgânicos. Bea e eu tomamos, cada um, uma tacinha de beaujolais nouveau que recém havia saído pro mercado.

Bea no Le Granier de Notre Dame

La polenta gratinée – Le Granier de Notre Dame

Para comer, começamos com le chèvre chaud a la cretoise. Era uma entradinha composta de queijo de cabra quente e um molho indiano a base de iogurte, tomate e menta chamado Rayta.De prato principal pedi La polenta gratinée e a Bea foi no cassoulet végétarien.

Tanto a entrada como os pratos que comemos no Le Grenier de Notre Dame estavam muito bonitos, bem feitos e a alta qualidade dos ingredientes eram nitidamente percebidas. Os mais gostosos, na minha opinião, foram o chévre chaud e o cassoulet da Bea… porém, nada que me convencesse a me tornar vegetariano! hehe

Tem mais sobre esse dia! Até o próximo post!

Abcs

Renato Vieira

Veja também:


  voltar à página inicial