Homenagem a fiel companheira

pelo viajante , em

 

Até aqui foram três viagens pela Europa. Três “mochilões” como gostamos de falar. Nas duas primeiras fui com Gustavo. Nessa última fui com Aline. Caso haja uma próxima, é provavel que eu vá sozinho.

Na primeira vez fui no inverno. Conheci Paris, Londres, Manchester, Liverpool, Amsterdam, Berlin, Zurique e Berna. Na segunda e na terceira fui pra lá durante o verão. Vi uma Europa diferente da que eu havia conhecido da primeira vez. Mais animada e rodando no claro até as onze da noite. Repeti Paris nos três roteiros e gradativamente conheci outras cidades.

Mudei de parceria, mudei as cidades visitadas e fui em estações do ano diferentes. Apesar dessas mudanças, houve uma constante nas três eurotrips… Uma companhia que se manteve ao meu lado em todos os 73 dias que “mochilei” pela Europa até hoje.

Eu e ela dando os primeiros passos na Europa. Charles de Gaulle, 2010

Eu e ela dando os primeiros passos na Europa. Charles de Gaulle, Paris, 2010

Na primeira viagem essa companheira era quase que um uniforme. Em poucas fotos você me vê sem ela.

Conciergerie, Paris, 2010

Conciergerie, Paris, 2010

Na segunda e na terceira viagem, por ter sido no verão, ela incomodava um pouquinho nas costas, esquentava. Consequentemente, já não apareceu tanto nos retratos.

Na Gare du Nord em Paris esperando o Eurostar para Londres em 2010

Gare du Nord em Paris esperando o Eurostar para Londres em 2010

Daí, genialmente, ela começou a aproveitar  a ausência de uma paisagem ou de um monumento durante os momentos em que estávamos em estações de trem, dentro dos próprios trens e em aeroportos. Nessas horas, ela, praticamente, fazia pose para sair nas fotos.

no trem indo de Milão pra Berna em 2011

Quietinha do meu ladinho no trem indo de Milão pra Berna em 2011

No aeroporto de Madrid Barajas

No aeroporto de Madrid Barajas, esperando o voo para Paris antes de voltar pro Brasil em 2011

no trem indo de Luxemburgo pra Bruxelas em 2012

Enforcando ela no trem indo de Luxemburgo pra Bruxelas em 2012  

Confortavelmente sentada no trem indo de Luxemburgo pra Bruxelas em 2012

Confortavelmente sentada no trem indo de Luxemburgo pra Bruxelas em 2012 

Com a menina belga ao fundo, indo de Bruxelas a Bruges em 2012

Com a menina belga ao fundo, indo de Bruxelas a Bruges em 2012

Nós de novo nos trilhos belgas da SNCB

Nós de novo nos trilhos belgas da SNCB

Vaidosa, se olhando no reflexo antes de chegar a Antuérpia em 2012

Vaidosa, se olhando no reflexo antes de chegar a Antuérpia em 2012

Espaçosa e flexível, essa minha super útil companheira já decorou casa em Berna e albergue em Luxemburgo. Visitou estádios e serviu de travesseiro. Tudo isso, é claro, além de cumprir muito bem seu convencional trabalho de levar (muitas) coisas.

Nas arquibancadas do Amsterdam Arena em 2010

Nas arquibancadas do Amsterdam Arena em 2010

Ao lado da cápsula do tempo do Arsenal em 2010

Ao lado da cápsula do tempo do Arsenal em 2010

Travesseiro da Aline no trem da Antuérpia pra Rosendal em 2012

Travesseiro da Aline no trem da Antuérpia pra Roosendaal em 2012

Fica aqui a homenagem a minha fiel companheira vermelhinha!

Último dia de Europa, no chão do AIJ em Paris 2012

Último dia de Europa, no chão do AIJ em Paris 2012

Até a próxima,

Renato Vieira


  Categorias Devaneios

  Palavras-chave

Veja também...

  voltar à página inicial